Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

francisco luís fontinha

Nunca vi o mar, A minha mãe sonâmbula nas noites de cacimbo desenhava o mar no teto da alcofa, um círculo com olhos verdes e sorrisos e cheiros que aprendi a distinguir antes de adormecer, e eu, e eu... francisco luís fontinha.

francisco luís fontinha

Nunca vi o mar, A minha mãe sonâmbula nas noites de cacimbo desenhava o mar no teto da alcofa, um círculo com olhos verdes e sorrisos e cheiros que aprendi a distinguir antes de adormecer, e eu, e eu... francisco luís fontinha.


17.08.21

Escolho a noite para desejar o teu silêncio,

Beijar a tua boca de amêndoa

Nas planícies tempestades de Inverno.

Escrevo o poema

No teu corpo

Quando a fotografia do teu sorriso,

Manhã cedo,

Me alimenta ao pequeno-almoço.

Abraço-te como se fosses a única flor do meu jardim,

A última palavra que escrevo na minha lápide…

Sendo assim,

Amar-te é fácil; desejar-te sabendo que um desenho

Dorme na tua mão.

Desejar-te sabendo que tens no olhar

A maré de prata dos silêncios incandescentes

Da madrugada;

  1. beijo-te.

Escolho a noite

Para acariciar a tua pele pergaminho,

A equação resolúvel das tuas coxas

Num qualquer caderno quadriculado,

Sabendo

Que nos teus seios

Habitem as papoilas da minha infância.

Pego nos meus olhos,

Transcrevo em mim

As palavras proibidas do meu vocabulário;

Assassinos,

Todas os monstros da noite.

Dos teus lábios

A insónia cigarrilha

Que se funde na minha mão;

Serei capaz de te amar como mereces?

Das palavras,

O meu silêncio

Numa noite em desejo.

Amar-te.

Escrever-te.

Sabendo que lá fora o mar espera por nós.

 

 

Francisco Luís Fontinha

Alijó, 17/08/2021

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub